1 ano juntos

No dia 21 de fevereiro de 2015, demos um passo para nossa vida de adultos: saímos de casa e fomos morar juntos. Foi um grande passo para a gente – até escrevi aqui quando mudamos – e agora já se passou um ano, e tô aqui pra escrever de novo como tá sendo.

Morar longe dos pais não é um bicho de sete cabeças

Não sei vocês, mas sempre me pareceu que quando eu fosse morar longe dos pais as coisas iam desandar: ia faltar dinheiro, ia ficar sozinha, nada ia dar certo. Na verdade, as coisas não são bem assim, e no nosso caso nada assim. Você acaba adquirindo algumas manias pra manter a casa em ordem e você descobre que a sua ordem é diferente da casa dos seus pais. Com o tempo, as coisas vão ficando do nosso jeito e ganhando o nosso formato.

Acabamos ficando mais responsáveis com algumas coisas (como pagar as contas em dia, dinheiro pro mercado e pra feira contado, reguladas idas em bares), e fazendo uma rotina que encaixasse no nosso dia (acordar depois das 11h no final de semana sem ninguém te olhando de cara feia por isso). Tem dias que acordamos cedo, tem dias que lavamos louça só depois do jantar, tem dia que passamos no sofá… E ninguém pra nos mandar fazer diferente.

Morar junto está sendo uma experiência muito boa, pois além de toda a liberdade que ganhamos, acabamos nos conhecendo mais ainda (afinal de contas, são 5 anos juntos) e conhecendo todos os defeitos e manias um do outro – o que é bem mais legal. Crescemos nesse 1 ano, ficamos mais íntimos e mais cúmplices.

1anojuntos

É difícil?

Tem vezes que sim; tem vezes que você quer colo de mãe, ou quer que tudo esteja no lugar que era antes. Mas essas vezes são a minoria, talvez mais no começo do que agora. Tem dias que um quer A e o outro quer B, mas faz parte de conviver com outra pessoa.

Sim, esse foi só o primeiro ano e como diz o povo, primeiro ano são rosas. Mas não posso deixar de agradecer esse ano que passou que foi maravilhoso para mim – e espero que pra ele também. Um ano que ganhei liberdade, que ganhei amor, que ganhei suporte e de total crescimento e felicidade. Ganhamos experiência, fizemos tudo como queríamos, ganhamos um cachorro, fizemos da casa um lar, recebemos amigos, recebemos família, ficamos sozinhos. Um ano de alegria e meu esforço sempre será para que todos os anos morando junto sejam assim: leve.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected with IP Blacklist CloudIP Blacklist Cloud