Arquivo da categoria: Uma pitada e mais nada

Uma receita, uma misturinha, uma comidinha que fiz e deu certo (ou até deu errado). Gosto de me aventurar na cozinha, então não tem como falar sobre mim colocar umas pitadinhas de culinária.

Hambúrgueres

Quando a gente alugou esse apartamento, um dos pontos positivos (além de ser perto do metrô) foi o fato de ter uma mini churrasqueira da varanda. Sempre gostamos de reunir amigos ou família pra passar uma tarde comendo churrasco e tomando cerveja. Uma certa vez, inspirada no Vinil Burger (uma das melhores hamburguerias de São Paulo), resolvemos trocar o churrasco pelos hambúrgueres – nossa comida favorita!

Pra fazer uma graça, fomos em uma padaria aqui perto de casa que tem bastante variedades, e compramos pão australiano para fazer alguns dos hambúrgueres. E pra fazer uma graça ainda maior, nos arriscamos e fizemos uma maionese de wasabi – e ficou tudo de bom, viu?

Sem segredos para fazer o hambúrguer, basicamente comprar carne moída da sua preferência (que tenha um pouquinho de gordura pra dar uma liga), temperar com cebola e alho e se gostar pimenta. Daí só fazer as bolinhas e dar uma apertadinha, mas nunca demais pra não tirar o suco da carne. Por fim, carvão já no jeito, só colocar os hambúrgueres na grelha e o sal por cima.

Achou as dicas meio “rasas”? Aqui nesse site tem passo a passo maravilhoso de como fazer um hambúrguer artesanal perfeito! Fácil… E ainda fizemos batata rústica de acompanhamento e claro, cerveja! Ah, esse dia também arriscamos uma caipirinha pra estrear o potinho desenhado. Fotos? Temos sim…

Jack Daniel’s Saloon

De tempos em tempos, o Jack Daniel’s escolhe um espaço de São Paulo, dá uma levantada e leva bandas no evento chamado Jack Daniel’s Saloon. No fim de semana passado (sábado e domingo), começou o evento, e aí pra participar é simples: só acessar o site e colocar no nome da lista. Fácil, não?

Uma das casas de shows mais importantes e de mais atitude da história de São Paulo se transforma no Jack Daniel’s Saloon em outubro. O Aeroanta, como era conhecido, já recebeu shows de Cazuza, Cássia Eller, Chico Science, Marisa Monte, Ed Motta, DeFalla, Ira!. Um espaço que vive de história vai continuar fazendo história.

O lugar é bem espaçoso e, pra quem não gosta de Whisky puro assim como eu, tem vários drinks e cerveja também! Além disso, tem DJ fora do período da banda, alguns comes e tatuadores que fazem o desenho ali na hora. A agenda abre toda a segunda, e tem a programação para os demais dias (de quinta à domingo) e tem que ficar ligado porque há limite de pessoas, então não pode demorar!

Isso aqui é o que vai rolar de banda por lá...

Isso aqui é o que vai rolar de banda por lá…

Como a gente foi esse domingo, acho justo colocar fotos do evento aqui! Provavelmente vamos mais dias também e quem sabe voltar tatuado de lá…

PS 1* o envio de nomes dá direito a 1 acompanhante, mas mesmo assim, o evento está sujeito a lotação, então chega cedo!

PS 2* Tenta contar a quantidade de caras barbados de lá hahaha, os barbas estão dominando o mundo.

Tartar & Co

Quem nunca comeu um steak tartare não sabe o que é o sabor da carne de verdade. O steak tartare é um prato de carne de vaca crua e finamente picada, misturada com vários condimentos e servida com uma gema de ovo crua. Além da carne, já ví variações de salmão e atum.

Eu gosto bastante de tartare, e quem tem um pouco de “preconceito” em comer carne crua, deve muito experimentar, pois a combinação de sabores e temperos é bem bdiferente e saboroso. O que fomos recentemente provar foi o do Jacquin, o chef do Masterchef, no restaurante Tartare & Co. Fica localizado na região de Pinheiros, SP ( Avenida Pedroso de Morais, 1003) e dependendo do horário que você chegar lá, vai estar cheio, então reserva nunca é demais.

tartarecoO lugar é grande e bem bonitinho, de fácil acesso pra quem for de metrô (o que foi o caso). Chegamos lá bem cedo – por volta das 19h30 – e estava bem vazio. Então começamos pedindo uma porção de batata rústica, e sério.. Vem muita batata. E depois vinha batata no prato… então evitem batata kkkk Vale a pena pela maionese especial (com não sei o que dentro) que é bem diferente e gostosa.

tartareco2

Dos pratos principais, pedimos o Tartare Clássico de Filé Mignon na ponta da faca, acompanhado de batata rústica e salada e Tartare de Salmão com limão siciliano, acompanhado de salada de pupunha. Ambos bem servidos, bem temperados e bem saborosos! Mas o meu preferido é o clássico de filé mignon… Muito bom!

tartareco3E pra acompanhar tudo isso, banhamos nosso jantar a vinho! O que gostamos bastante é que tem vinho para todos os gostos e principalmente para todos os bolsos… Dá pra beber um vinho bom de R$50 até R$300… E tem muitas opções também.

Ia chutar o preço das coisas aqui, mas melhor do que isso, o site do Tartar & Co. tem o Menu já com os preços… Então dá pra ver desde as entradas até a sobremesa e carta de vinho aqui no site e também dá pra fazer a reserva online. Gostamos bastante de lá e deixo a dica aqui pra quem quiser comer um steak tartare bem saboroso. E pra quem não gostar, também tem outras opções de comida e bebida no menu.

 

 

 

Forma de Pudim

20150522_170351

Mini forminhas de pudim

Difícil encontrar uma pessoa que não gosta de Pudim. Tem quem ama, tem quem não goste tanto, mas odiar eu nunca vi. E esses dias andando por Moema, encontrei uma lojinha super gracinha chamada “Forma de Pudim”. Fica na Rua Normandia, 102 e a loja não só vende pudins como também conta com mesinhas e um ambiente bem aconchegante pra ficar lá e provar os mini pudinzinhos (redundância sim). Dá pra provar da forminha maior (acho que R$10) e uma menorzinha de degustação – quase do tamanho de uma colher de chá (acho que era R$5 ).

Além dos sabores disponíveis na vitrine, ainda tem a opção de pudim de forma, que são os maiores pra dividir com família, amigos, namorado… Ou pra comer sozinho (porque não né?).

forma de pudimQuando eu fui lá provei dois sabores: o de brigadeiro e o com fava de baunilha. Ambos do pitico e ambos maravilhosos… Mas pra mim que não sou tão chegada no doce, dois é demais… Uma aguinha é sempre bem vinda. As bandejas grandes variam de preço de acordo com o tamanho, mas a mais barata começa nos R$ 40, e você leva a forma com você.

formadepudim

O lugar

Pode pedir na hora, pode encomendar de vários tamanhos, vários sabores. E o lugar tem uma decoração bem legal e um clima bem gostosinho, vale ir conhecer, tomar um café e comer um pudinzinho. Abre de segunda á sábado e tem site www.formadepudim.com.br pra quem quiser entrar em contato, etc.

 

Vapor Burger

Tô longe de ser chef gastronômica, mas se tem uma comidinha que eu gosto é hambúrguer… E sempre que posso vou pulando de hamburgueria em hamburgueria pra poder experimentar esse alimento que eU bEm CoNhEçO e AdMiRo PaKaS! Já fui em muitas boas (os três primeiros lugares do prêmio Veja Comidas), e a ultima que fui e tirei fotos pra divulgar é o Vapor Burger.
image

Fica na Vila Madalena- SP, mais exatamente na Fradique Coutinho, 1464. Fui com meu namorado no meio da semana, num horário próximo das 19h, e estava bem vazio (únicos clientes). Aos poucos foram chegando outros casais, mas ainda assim não chegou a lotar… Não sei como seria em um fim de semana, mas tem bastante mesas por lá.

Foi por volta de 1920, no estado americano de Connecticut, que surgiram os primeiros ‘hambúrgueres’ no vapor. A técnica regional elimina parte da gordura da carne, preservando o sabor e a suculência, e dá ao queijo uma textura cremosa.

Casa bem arrumadinha, banheiro nas ordens e garçons bem solícitos (não sei se porque tava vazio), começamos a olhar o cardápio. Petiscos de entrada não são os tradicionais, o que me deixa decepcionada, gosto de comer hambúrguer com batatinha/onion rings. As batatas com cheader e bacon eram bem pesadas pra uma entradinha… Então meu voto é: não pegar.
image

Indo direto ao hambúrguer: pedi o #Bacon (hashtag bacon pros leigos), porque tudo que tem bacon tem amor <3. Não é possível escolher o ponto da carne, porque como é feito no vapor (não sei como) ele fica ao ponto. Aparência boa, carne macia e realmente suculenta. Não é gordurosa e tem o seu sabor.

image

Vale a pena experimentar pois é diferente dos hambúrgueres na chapa, na grelha, da frigideira… Mas eu não achei o melhor, melhor do mundo, sou gorda e gosto de sentir o sangue pingando da carne mal passada! Mas super vale experimentar. A nota final fica na média, considerando sabor, ambiente, atendimento e inovação.

medio