Arquivo da tag: alemanha

United Buddy Bears

Tal qual como a Cow Parade que teve em NY, aqui em Berlin é possível encontrar espalhados pela cidade o Buddy Bär, que são as estátuas de ursos de 2 metros estilizada por vários artistas diferentes.

Em 2002, foi implantada uma ideia posterior a esse projeto, o círculo dos United Buddy Bears. Essa virou uma exposição de arte internacional, onde cada urso passou a representar um país reconhecido pela ONU, onde cada urso foi estilizado por um artista do país representado.

Quando colocado lado a lado, eles formam um círculo (denominado pelos criadores como The Art of Tolerance). Levando o slogan “Precisamos nos conhecer melhor, porque então poderemos nos entender mais, confiar mais uns nos outros e conviver melhor” , a exposição pretende despertar a reflexão a respeito de uma convivência pacífica mútua entre os povos

E desde 2002 essa exposição tem dado a volta no mundo. No Brasil, em 2014, o Rio de Janeiro foi agraciado com a exposição dos ursos no período da Copa do Mundo.

E pra quem está em Berlin, é possível visitar a exposição na Wittenberg Platz em frente a KaDeWe, com os ursos em tamanho menor (United Buddy Bears-The Minis), porém transmitindo a mensagem com a mesma importância. A exposição fica até dia 14 de agosto e vale a pena a visita 🙂

E esse é o Buddy Bär Brasilianer

 

Dresden

Esse ano devido a muitas coisas novas, ainda não tínhamos ido viajar. Mas semana passada teve um feriado e aproveitamos para conhecer uma cidade aqui do ladinho de Berlim: Dresden. Dresden é uma cidade antiga, alvo de ataques na segunda Guerra Mundial, localizada a mais ou menos  200 km de Berlim. Dá pra chegar de Trem, carro ou ônibus, que no caso foi como chegamos.

Ir de ônibus foi a opção mais barata que encontramos e as passagens  foram compradas no site da FlixBus pela internet e os ônibus foram bem pontuais. A viagem não é muito longa, cerca de 2h30 (sem paradas) e o valor varia de 10 à 20 euros por trecho – depende do horário e do ponto de parada.

Dresden é uma cidade pequena, porém cheia de charme. As paredes escurecidas revelam sua idade e o desenho e arquitetura da cidade nos fazem voltar por alguns instantes no tempo. Além da arquitetura bela, em Dresden é possível encontrar um castelo – Dresden Schloss – ,que por quase 400 anos foi a residência real da Saxônia. Do lado de fora, tem o Stalhof, onde aconteciam os torneiros de cavaleiros na Idade Média e na fachada externa do Stallhof fica “A Procissão dos Príncipes”, um mural pintado em azulejos, lindíssimo!

Do ladinho, tem Dresdener Zwinger – palácio onde ficavam as concubinas do rei Augusto, no século 18 – e um pátio do palácio bem desenhado e cheio de charme. Ali do ladinho ainda fica a Semperoper – sede da Orquestra de Dresden e palco de óperas e ballets.

Não podemos deixar de visitar também a Frauenkirche – a igreja que foi bombardeada já no final da segunda Guerra Mundial, onde já não se viam motivos para o ataque. Hoje em dia, isso ainda é usado como argumento para o protesto de jovens nacionalistas e neo-nazistas todo ano na data do bombardeio (13 de fevereiro).

Por fim, parar em frente ao rio Elbe, no Brühlsche Terrasse e admirar a paisagem de Dresden. Aproveitamos para passar no Biergarten que tinha do outro lado do rio, pois o dia tava bem quente, e encerramos a nossa viagem. Vale a pena nem que seja fazer um bate e volta, a cidade é bem bonita e tem história vazando por todos os lados.