Arquivo da tag: bagunça

O Natal

Natal pra mim sempre teve um sentimento de abraço no coração.
Desde que me lembro, o Natal sempre foi sinônimo de casa cheia, bagunça e comilança. Quando criança, os primos que moravam no Paraná passavam as férias de dezembro em casa, então a bagunça se estendia pelo mês inteiro. Era correria de criança, pastel de feira, balanço na rede e colchões espalhados pela sala da casa da vó acompanhados de Jô Soares.

Mais próximo do Natal, iniciavam os sorteios do amigo secreto. Sorteios, no plural mesmo, porque nunca dava certo na primeira vez. Esses, normalmente acompanhados de café da tarde com pão fresco da padaria – que a criançada ia buscar -, mortadela e cuscuz que a vó fazia.
Alguns dias antes do Natal, a família se aventurava em shoppings a procura dos presentes ainda não comprados. Um dia antes do Natal, as tias se revezavam entre os quartos para embrulhar os presentes de Natal. E tinha a tia que sempre esquecia dos embrulhos e acabava embrulhando os presentes com papel presente que sobrara dos outros ou como alternativa final, o jornal. Todas as crianças sempre ganhavam um presente, ainda que fosse uma calcinha colorida pra passar o ano novo.

Pra ceia cada um fazia um prato e levava. A gelatina colorida que sempre tentávamos e poucas vezes deram certo. A salada de fruta cortada nos últimos minutos antes da ceia. As frutas cortadas em zig-zag pra enfeitar a mesa de Natal. Batida de vinho com leite condensado, batida de abacaxi, champanhe Cereser e a boa e velha cerveja acompanhavam a ceia. Nunca teve cadeira pra todo mundo sentar e comer junto, mas sempre teve espaço e comida para todo mundo que aparecesse.

Normalmente, o Papai Noel aparecia logo depois da meia noite, distribuia os presentes para as crianças – uma a uma – e depois ia embora, dando lugar para o amigo secreto. Esse se prolongava até depois da 1 da manhã, com muitas risadas e gritos de “é marmelada” acompanhando os que sempre se tiravam ao longo dos anos. No final da noite, já com os presentes ganhos e a barriga cheia, todo mundo ia para suas casas dormir, para depois se encontrar no outro dia com o almoço com as sobras do jantar, acrescido de mais algumas coisinhas.

Natal sempre foi assim, com essa cara de família; com essa nossa bagunça.
Mas esse ano vai ser diferente.
Esse ano começamos novas tradições, criamos nossa própria ceia com amigos, que agora são também nossa família. Não importa onde ou com quem eu passe o Natal, mas essa data para mim vai ser sempre uma data que enche o peito, que aquece o coração, que acolhe.

2014 em Copacabana

DSC01417

Vou contar aqui um pouco sobre minhas férias, e dessa vez vou começar de trás pra frente… Pra não esquecer os detalhes e as dicas pra quem quiser viajar pra Copacabana e ver os melhores fogos que já vi na vida! Parece exagero… Até tirei fotos, gravei vídeos, mas nada explica a emoção de assistir 16 minutos de fogos, magicamente, com muitas luzes e um clima maravilhoso, e poder passar o ano com todos esses sentimentos foi mais do que perfeito.

Primeira dica: fiquem em Copacabana ou nas praias próximas. Muito óbvia essa dica, mas como uma vez um certo alguém me disse que o óbvio deve ser dito, vou dizer aqui também. Pode ser caro, mas não é toda vez que você vai desembolsar uma grana para isso, então vale a pena. Porque? Porque você evita fila de metrô (principalmente na volta), evita ter que chegar cedo… Ter que dispensar a champanhe do final do ano… Evita muitas coisas que podem ser evitadas se você se planejar antes e fechar hotel/pousada/hostel antecipadamente e ficar em Copa, Ipanema, Botafogo, Leme…

Pra quem ficar longe mesmo assim, a dica mestra é comprar o bilhete do metro com antecedência, ai você pode escolher os horários e não sofre na fila pra comprar de ultima hora, como a maioria do pessoal fica. Dependendo onde você estiver hospedado, vale mais a pena pegar ônibus, mas prepara pra pegar filas na hora de ir embora. (não que seja diferente com o metrô).

Segunda dica: Não fique perto do Copacabana Palace, a não ser que você goste de muvucas ou esteja hospedado lá. Na frente do Copacabana Palace é onde acontece o famoso show de Copa, e todo mundo vai pra lá, pra ver o show, e ver os fogos…E fica aquela muvucada, e ai tem que se ter preocupação com furtos, com espaço… Pra quem fica nas pontinhas da praia é melhor, um ambiente mais tranquilo, com circulação de boa e mais segurança! Não tivemos que brigar com espaço e vimos tudo tranquilamente!

Terceira dica: a não ser que você queira acampar na praia, não vale a pena levar seu isopor com cerveja, bolsa, etc. Vários ambulantes passam por lá e dá pra comprar cerveja, pipoca, churrasquinho… tudo na rua. Você não passa perrengue na hora de comprar e não corre o risco de tomar bebidas quentes.

IMG-20140101-WA0008

Ultima dica: a mais importante que eu não segui… Compre uma festa! Sim… A gente não comprou, e depois que tem todo o estouros dos maravilhosos fogos, o que tinha pra fazer? Isso mesmo, nada. Até da pra ficar na praia de boa bebendo, mas nada melhor do que na virada do ano, fechar uma festa e curtir até a tarde do dia seguinte. Se eu voltasse lá (com certeza vai acontecer) essa é uma dica que gostaria de ter lido!

Do mais, o nosso ano novo foi maravilhoso, muita energia boa! Ahh, completo as dicas também dizendo pra todo mundo ir de chinelo e não tirá-lo quando for pular as 7 ondinhas, porque essa hora o mar tá cheio de rosas, tem garrafa no chão, oferenda, e pode ser que algum acidente aconteça…

Antes de irmos, todo mundo falou tanto de muvuca, assaltos e perrengues, que acabamos ficando assustados com o que íamos encontrar por lá. Acho que essas dicas, assim como salvou a gente, pode salvar vocês de alguma coisa… Não passamos por nada e sobrevivemos a virada (ficou estranha essa frase o_O) ! Mas acabamos não levando nenhum celular, e só a câmera pobrinha e documentos, com medo de acontecer algo. Claro que sempre pode ser que aconteça, mas o Rio não é tão mais perigoso quanto o Ano Novo na Paulista… Rola ainda bastante preconceito também.

To colocando as fotos do que foi nossa virada (uiiii) e um vídeo com um pouquinho dos fogos. Sobre os fogos, vale lembrar que foi um espetáculo, com bastante show, em forma de coração, smiles, alguns parecendo que estavam dando zoom.

O melhor foi o fato de não ter barulho nenhum e todo mundo estar concentrado em assistir o show e não ficar soltando fogos de todos os lados ( o que acontece nos demais litorais no fim do ano, e enchem o saco e me deixam com medo). Vê se você se anima, planeja esse ano em passar a virada lá e fechem tudo com antecedência! A sorte que demos é que fez muito sol, e a noite da virada (ok, desisto.. vai ficar porn assim mesmo) não choveu e fez muito calor, deixando tudo mais animado! o//

Makes

Aproveitei a viagem pra comprar alguns produtinhos de beleza pra segurar essa cara nos dias úteis não eh fácil e quando voltei pro Brasil vi que basta mais cabia e comprei uma maletinha organizadora.

image

Aonde? Na 25 de março … A princípio ia comprar na liberdade mas o preço vai estava essa maravilha toda (por volta dos 180 a pequena) daí resolvi andar até o centro da cidade e procurar um pouco mais…
Em uma das lojinhas da 25, achei por 59 dinheiros a pequena, com acabamento bo bom e várias opções de cores!
A grande estava 79, mas achei demais! Preferi pegar a pequena por ser mais fácil de carregar em uma viagem e ocupar menos espaço no guarda roupa.

image

Mas caiu como uma luva! Ficou demais, tudo coube e ficou organizadinho, nem parecia que era meu kkkk
Acho item super favorável pra quem tem maquiagem e não tem uma penteadeira grande pra deixar tudo a mostra!