Arquivo da tag: bebida

Karaokê

20141017_213655Já dizia o velho: “Quem canta, os males espanta”. As vezes só atrai mais males, afinal de contas são poucos os que tem uma voz encantadora. Mas, se tem uma coisa que me diverte – e diversão com certeza espanta todos os males – é ir no karaokê.

Normalmente o karaokê acaba sendo o segundo rolê, porque ninguém – ou quase ninguém – chega lá e já sai cantando todas as músicas que pode, mas as vezes é o primeiro rolê mesmo, e aí que aplicamos a única regra do karaokê: esteja bêbado. Se você for cantar, claramente tem que estar bêbado pra cantar aquela música vergonha do Reginaldo Rossi ou aquele som maroto do Raça Negra. Se você não for cantar, você tem que estar bêbado para estar naquele ambiente com bêbados cantando.

E ai sim, estando devidamente alcoolizado, naquele nível de “bebi o suficiente pra cantar, mas não o suficiente pra cair no palco”, cantar espanta sim todos os males. Basta escolher a música que te consagrará naqueles 3 minutos, e que as pessoas que ali estão vão compartilhar com você, com dancinhas e palmas. E quem sabe você não saia de lá ovacionado e já pensando na sua próxima música.

Karaokê sempre remete a boas risadas, músicas trash que vão ficar 1 semana na cabeça e snapchats engraçados beirando a vergonha alheia. É também um momento que você esquece as preocupações mundanas, não liga pros julgamentos alheios e deixa a vergonha de lado pra simplesmente aproveitar. Então, se você ainda não foi em um karaokê, vá.

Ainda sobre Maresias

Como contei anteriormente aqui, fui viajar pra Maresias com as amigas por 3 dias, e nesses dias de praia, além de muita conversa – sérias ou não, bebidas – cerveja, skol beats e chá gelado – e risadas, muitas risadas, para me ajudarem no #30dias30ideias, e principalmente ajudarem a fazer eu perder um pouco a vergonha, as meninas gravaram comigo um vídeo.

O assunto? Nenhum, ou todos… To em dúvida. Divagamos sobre o que vinha na cabeça, o que passava na praia, o que vivemos por lá… Enfim, o vídeo vai parecer desconexo (até porque está mesmo), mas está bem engraçado e tá com a cara da gente que é o mais importante. E também tá curtinho, então não se preocupe em ficar muito tempo olhando pra nossa cara.

Então, pra quem nunca foi pra praia com a gente (todo mundo) e quiser viver um assunto nosso de praia, só dar o play. E sem julgamentos! hahaha. Agradeço as minhas tiriças lindas pela gravação. Não foram apresentadas no vídeo, mas Paula e Pri, obrigada pela viagem e por tudo 😉

Ah, e se curtiu, não esquece de dar um LIKE no vídeo, se inscrever no canal e seguir também nas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram | Snapchat: dayalima.

Vitrola

Para completar o combo hipster da vida, compramos uma vitrola. Lembro que meus pais sempre tiveram, mas aquelas que vem em cima de um rádio e, em todas as festas de infância tocavam os LP’s da Xuxa, Paquitas e Trem da Alegria. Eu sempre gostei de disco e da vitrola em si. Quando pequena ficava fuçando até aprender a colocar um disco sozinha e ficava largada na sala lendo os encartes enquanto a música tocava.

Mas aí a gente cresce, os discos pulam fora da história e dão espaço pros CD’s, fitas e depois pro pendrive e app’s de música como o Spotify. Mas como essa época da história em que vivemos o “velho é sempre bom”, voltamos com as manias de nossos pais e avós, e a vitrola voltou pra nossas vidas.

Compramos a vitrola no Mercado Livre, mas tem lojas como WallMart, Extra, Submarino que vendem também – mas o preço é mais carinho. E comprar discos hoje em dia também não é uma coisa barata… Mas é muito legal o som que sai e toda a experiência que a vitrola proporciona. Pode parecer coisa de tiozão, mas é muito legal por um disco (até porque só temos um por enquanto) e curtir o momento, tomando alguma coisa e conversando sobre.

E claramente, algumas cervejas depois, colocamos a vergonha de lado e gravamos o primeiro vídeo pra tag #30ideias30dias. Sem julgamentos, porque não estamos sóbrios e não sei editar direito hahaha É o primeiro:

Se gostou do vídeo, só clicar em curtir e se inscrever na página e se gostou da gente, só seguir nas redes: Facebook | Twitter | Instagram | Snapchat: dayalima

Drops da semana

11-05

Fim de semana do dia das mães cheio de amor (pelo menos lá em casa). Esse fim de semana no quesito saídas foi bem tranquilo… Já no quesito comilança, não posso dizer o mesmo. Toda vez que tem alguma coisa na casa das minhas tias, a gente come demais e rí demais também!

Bom, na sexta fomos comer pizza e tomar vinho, e acabamos indo numa pizzaria grega bem tradicional que tinha quebra de pratos e tudo mais. O nome da pizzaria é Gioconda Helenicá e o tema de sexta foi amor <3 Aí eles te dão um pratinho, você escreve os desejos pra sua vida amorosa e depois vai lá na frente quebrar o prato. Quando quebrar tem que falar OPA! E se o prato quebrar em vários pedacinhos, mais chances de acontecer.

Mas o mais  improvável disso tudo, não foi essa descoberta. Foi descobrir que era aniversário da dona e chef da pizzaria e no final da noite rolou um parabéns e uma conversa muito boa com o pessoal que trabalha lá e alguns últimos clientes. Adorei o clima bom e com certeza voltarei!

Sabadão foi dia de ficar em casa debaixo das cobertas. O tempo tava cinza e a preguiça dominava, então decidimos ficar em casa comendo e vendo Sex and the City (ok, meu namorado não decidiu isso, mas ele teve que assistir hahahaha). Como o dia das mães era no dia seguinte, fiz um pavê pra levar pras tias e mãe de “presente” no almoço.

Domingo foi dia de ficar com todas as mães da família, além das primas e primos. Muita comilança, risada, discussões e mais comida! Passamos o dia na casa da minha madrinha do almoço até o café da tarde e saímos de lá com a bochecha doendo de tanto rir. Chegando em casa, aproveitando o clima de finalzinho de domingo e com o espirito da Carrie no meu corpo, fui pra cozinha fazer um Cosmopolitan <3 muito bom, numa receita facinha pra matar a vontade e dar uma relaxadinha pra começar a semana.

Drops da Semana

13-04

E ai gente, como foi a semana de vocês? Ao contrário da semana passada, essa semana eu consegui ir pelo menos 3 vezes na academia… Uhu! Corpo tem que estar saradíssimo para esse feriado carioca hahaha Tenho que correr atrás do preju!

Encontrei uma amiga de muitos anos pra fofocar, ter um momento menina e tomar bons drinks! Tava seca pra tomar um cosmopolitan e me sentir a protagonista do Sex and the City, e meio que deu certo. Bebemos, rimos e rimos mais (: Muito bom ficar um tempo com quem a gente gosta <3

Na sexta começou o fim de semana e com ele a cerveja esteve por alí… Fomos prestigiar um bar que está participando do Comida di Buteco, o bar Caiubier e prestigiamos mais a cerveja do que a comida, mas ok! Colorado Vixnu aprovadíssima e me deixou beeem alegre!

Sábado dia de ir na casa de uma amiga pra comemorar o aniversário! Mais cerveja, coxinha e papo jogado ao vento… Saimos de lá as 2h e no outro dia acordamos “cedo” pra irmos comemorar mais um pouco. Domingo foi dia de almoçar com a família do namorado no Terraço Itália #riqueza. Almoço de primeira, com sobremesas maravilhosas e a vista muito bonita de um pedacinho de SP!

Depois voltei a minha vida de pobreza e escravidão e fui passar roupa, arrumar o guarda roupa, pintar as unhas… Realidade, né? Amanhã volto pra academia pra fazer mais uma aulinha de Sh’Bam que me deixa mais animada 😉