Arquivo da tag: carnaval

Planner Fevereiro

Janeiro passou voando – pelo menos pra gente que passou por muita mudança e estávamos em processo pra ajeitar a vida. Tem gente que acha que passou engatinhando, tem gente que nem viu o que aconteceu, mas a verdade é que já estamos em Fevereiro e o negócio é por no papel os próximos passos, não é mesmo?

Fevereiro tá vindo em ritmo de samba, jogando confete e serpentina na nossa cara. Vem cheio de folia, com o maior feriado que você respeita e com dias a menos. Então bora correr porque normalmente esse mês passa em cima da gente.

Pra baixar o planner desse mês, só clicar na imagem e até mês que vem <3

Curitiba

Esse carnaval assumi minha velhice – e minha falta de dinheiro – e fomos passarem Curitiba (leia o TI bem forte).

Mas o que tem em Curitiba?

Curitiba, assim como São Paulo é uma cidade sem praias, mas com parques, bares e cafés. Tem sua culinária, suas belezas de cidade grande e vários pontos turísticos. Pra conhecer, diria que uns 2 dias seriam o suficiente, mas para viver um pouco por lá, 4 foram bem gostosos.

Não vou falar muito do que fazer ou o que não fazer, mas montei um mini roteirinho do que fizemos, onde passamos ou onde pretendíamos passar, com dicas de parques, comidas, bares e onde ficar, daí é só clicar aqui.

Minhas impressões de CTBA em desenho

Minhas impressões de CTBA em desenho

De todos os lugares que andamos e passeamos (e não foram poucos), vou deixar aqui cinco pontos que gostamos muito e vale a pena visitar:

  • Rause Café e Vinho Até pra quem não gosta de café nem de vinho vale a visita. O rause é um lugarzinho aconchegante, atendentes simpáticos e um preço bacana. O cardápio é todo na parede e sempre é atualizado. Os doces ficam em exposição e estão sempre fresquinhos. Cafés dos mais variados tipos e modos de preparação – só perguntar pro atendente qual a recomendação que dá certo. E noite de vinho e petiscos!
  • Jardim Botânico – Se eu morasse em Curitiba ia lá todo final de semana. O lugar é bonito, bem cuidado, cheio de flores e de verde. Tinha alguns locais fazendo picnic por lá e senti um tico de invejinha, já que fomos só de passagem. Aconselho quem puder ir e passar uma tarde lá fazendo vários nadas a ir.
  • Farnell O Farnell é um restaurante supergostosinho. Tem um quintalzinho atrás e na frente as mesinhas comuns mesmo. É um pouco caro, ainda mais comparado a comida curitibana (barata em comparação a SP), mas vale a pena reservar uma tarde para comer o barreado de lá ou a Paçoca de Carne, que é excelente. Atendimento super carismático e comida deliciosa, garanto que sairás de lá rolando.
  • Barbaran – Não tem nada demais, mas acho que por isso que gostei muito. Bar simples, carinha de boteco, bem underground, e tem cerveja barata e comida gostosa. No dia que chegamos fomos lá, e gostamos. Simples e gostosinho, bem goodvibes. Ah, a comida é ucraniana – pra ficar mais legalzinho.
  • MON Tem nem o que falar. Parada obrigatória! Inspira, transpira, respira (nada a ver, ok) arte. Mais uma obra extraordinária do Oscar Niemeyer e todos os cantinhos são bem pensados. Dá pra passar algumas horas por lá, achei bem legal.

————

Além disso, Curitiba tem outros lugares maravilhosos a serem descobertos. Aviso de antemão que é bom levar um tênis, para desbravar a cidade caminhando. Outra coisa é que no verão lá é bem quente, então protetor é ultra bem vindo, e também o guarda chuva, pois assim como SP, as chuvas de verão são comuns. Outra dica é que nos feriados – e emendas – muitos lugares fecham (ao contrário do que acontece em SP) e aí não tem choro nem vela.

Deixo, por fim, o mapa com alguns dos pontos marcados que fomos e alguns que não fomos, mas fica a sugestão:

Foto da semana

Mais uma semana e mais uma foto, essa em ritmo de carnaval (ou black blocks, depende do ponto de vista). Comprei algumas máscaras para irmos nos bloquinhos de carnaval em São Paulo e, em um ato de sobriedade, lucidez e inspiração, consegui tirar algumas fotos boas.

Sobriedades e poucas roupas – até porque tá calor pra caramba -, mas o resultado final ficou tão bom (no meu ponto de vista completamente leigo, é claro) que resolvi escolhê-la para representar a semana do carnaval, sem me importar com a repercursão do “Manda Nudes”. Afinal de contas, é carnaval.

E dessa vez a foto da semana é essa:

foto da semana

Acho tão legal quando é em P&B, ainda mais quando eu consigo tirar bem e sozinha. <3

Depois do Carnaval…

Dizem por ai que o ano só começa depois do carnaval, e posso dizer que pro ano de 2015 será assim! E olha que não trabalho em cargos públicos…

Obviamente, não fiquei esses 2 meses – agora 3, pq demorei pra postar e já estamos em março hahaha – sem fazer nada, olhando para as nuvens deixando o tempo passar (bem que eu queria), mas digamos que o comecinho desse ano ficou pra varrer e limpar toda a bagunça que 2014 havia deixado e também pra começar a pôr em prática alguns dos planos que deixamos pra depois.

image

O início de 2015 foi um tanto quanto turbulento, com mudanças, felicidades e tristezas e novidades. Mas tudo do novo vai começar depois do carnaval. Depois de recolher todo o confete do chão e depois de todas marchinhas cantadas, vai começar mais uma nova temporada… E não necessariamente vai ser mais fácil ou mais difícil, mas será diferente de tudo que já vivi até aqui. Vamos aguardar cenas dos próximos capítulos…

Fortaleza

1964832_834902936536015_311062130_n

Esse carnaval saímos de todas as muvucas de Rio, SP e litoral paulista. Compramos passagem antecipada na promoção e fomos para Fortaleza! Queríamos ter tido mais sorte, dinheiro e tempo, pra conhecer os pontos altos de lá, mas fizemos os passeios mais paia, porém válido. Os planos iniciais eram os de fazer passeio de 3 praias em 1 dia, andar de bug e explorar um pouco mais Fortaleza e quem sabe ir no Beach Park, porém por ser carnaval, os passeios não estavam sendo realizados e o Beach Park estava lotadasso, então acabamos tendo que nos virar pela Fortaleza simples.

1898230_834902906536018_864838571_nComo a passagem era da promoção, acabamos perdendo o sábado inteiro com a viagem (com direitos a escalas e esperas)… Então, o que era pra ser 4 dias de viagem, acabaram sendo apenas 3. Chegamos mortos no hotel, porém conseguimos um pouco de força, vinda da fome, e encontramos um barzinho – Boteco Original – a beira mar, com música ao vivo (forró e sertanejo) bem animado pra pernoitar. Bebida barata, garçons meio desajeitados, mas um clima e uma noite agradável para dar as boas vindas. Cerveja por 6 reais e caipirinhas de Ypióca (que aliás, é a marca oficial da cidade) por 6 reais é um preço muito bom pra levar a noite…

1896934_834902863202689_1481164750_nO outro dia (domingo) começou bem, fomos visitar a Praia do Futuro, que é um ponto turístico bastante conhecido e bastante perigoso. Não sofremos nenhum tipo de assalto, furto ou nenhuma ameaça, mas quando falamos dessa praia, tudo que ouvimos dos taxistas, familiares e habitantes foi  “Cuidado!” , “Aqui é perigoso, não marquem bobeira”“Não levem celular!”. Medos a parte, fomos para a barraca do Chico do Caranguejo, muito famosa por lá e tem seus motivos. A barraca, que não é apenas uma barraca, é um bar, um parque aquático, shows, comida boa, barata e atrações ao longo do dia/semana. Os preços bem atrativos (que é comum pra quem sai de SP e vai pra lá). A pedida foi Camarão ao molho de coco e arroz com castanha, e o prato – que dava pra 4 pessoas tranquilamente – é maravilhoso! Sabor, quantidade e preço super valeram a pena e nos fez morrer na praia de tanto comer. Fora a comida, cerveja gelada e caipirinha com aquele precinho camarada (pra quem mora em SP, sabe que pagar menos de 15 reais em uma caipirinha boa é raridade), o atendimento deixa a desejar, mas é compreensível visto o tamanho do lugar e o tanto de pessoas a serem atendidas. No fim da tarde, aproveitamos pra tomar um banho de mar (que tem a água bem quentinha e agitada) e tomar um sol. O mar no final da tarde vai ficando cada vez mais agitado e a maré sobe numa velocidade impressionante… A praia é bem comprida, areia limpa e águas claras. A noite, acabamos andando até o centro, visitando a feirinha de artesanato e aproveitando a noite quente cearense para tomar mais alguns bons drinks (afinal de contas, é carnaval).

Na segunda, fomos para a Praia de Iracema e passamos o dia em uma barraca cheia de gringos. Aparentemente, era o ponto de encontro de todos eles… Desde russos, italianos, americanos, londrinos, espanhóis, argentinos… Todos eles conversando, tomando sol e apreciando a famosa caipirinha brasileira! Muito sol, clima bom. Andando a beira-mar, aproveitamos pra comer tapioca de uma das várias barraquinhas que vendiam, e apesar de ser diferentes da que como em SP, era boa e quentinha, com leite condensado e coco, hmmm…. A noite aproveitamos pra conhecer famoso restaurante de lá, o Colher de Pau. Muitas coisas boas, e o preço ainda continuava bom! O ambiente bem grande e bem bacana, e a comida também muito boa! Comemos baião de dois com carne seca desfiada e farofa que nos fez dormir de barriga cheia.

IMG_20140304_171051Terça-feira, como partiríamos só a noite, aproveitamos mais um dia de praia. O dia já não estava tão ensolarado, no meio da tarde até caiu uma chuva, mas tratando-se do nordeste, o calor sempre predomina. Com a chuva, o céu limpou e tivemos um por do sol maravilhoso no pier de Iracema. Demos uma volta na praia, conhecemos o jardim japonês, um espaço em frente a praia cheio de boas energias e bastante tranquilidade, fomos até a estátua da praia de Iracema e vimos o por do sol em um píer (ou forte) de pedras próximo a feirinha. Passamos na feirinha, compramos 1 kg de castanha por 20 reais e fomos tomar açaí para nos despedirmos de Fortaleza.

Como compramos passagem na promoção, assim como a ida perdemos 1 dia, na volta ganhamos 1 dia, porém viajamos da 0h as 7h 🙁 Fica a dica pra quem comprar passagens assim… Achei o pessoal lá bem fechado, tanto que as vezes me senti fora do país, de tão fechado que o povo é, parecíamos que não falávamos a mesma língua. Outra coisa que fiquei de cara, foi que os locais não são educados, sujam as praias, cospem no chão e fica a maior bagunça por conta disso. A cidade em alguns pontos fica com um cheiro particular de xixi e lixo, muito ruim! Fiquei de cara também que as mulheres ficam descaradamente se jogando em cima dos gringos tentando cavar alguma coisinha e os caras ficam mexendo com as mulheres sem nenhum pudor. Dá pra enxergar os problemas que temos com relação a prostituição vendo assim mais de perto e tomar um choque de realidade, até mesmo porque a copa tá aí e com certeza essas meninas que vimos vão estar se vendendo por pouco…Achei uma tristeza ):

GOPR0442_1393986315776_low

Teve coisas boas e ruins nessa viagem, coisas pra gente rir, tirar fotos, se divertir e também pensar, se indignar e ver a realidade de como é não estar em SP e como a educação, a falta de estrutura, falta de uma base boa fazem a diferença no modo de viver de uma sociedade. Trouxemos a reflexão e também trouxemos a alegria de mais uma viagem pra nossas vidas… E aqui eu trago um texto gigante, só para os fortes que chegaram até o final do meu blá blá blá :*