Arquivo da tag: coco

Cocada

Já falei sobre todas as coisas boas que consegui adicionar na minha vida depois que comecei a ir na feira, e lá consegui comprar coco ralado fresco, que é mil vezes melhor do que o coco de saquinho. Comprei na expectativa de fazer um milhão de coisas, mas veio tanto coco, que no final da semana, tinha metade do saco e eu já tava com medo de estragar e desperdiçar. Aí minha cabecinha de gorda entrou em ação e resolvi aproveitar todo o coco e fazer uma receita hiper fácil e super gostosinha: cocada.

20151018_143240Ingredientes:

Apenas três ingredientes gordos:

  • 1 lata ou caixinha de leite condensado,
  • 2 medidas da lata ou caixinha de açúcar e
  • 100 gramas de coco ralado.

Como faz?

Mais fácil que brigadeiro, ou tão fácil quanto. Só misturar os ingredientes e levar numa panela ao fogo até engrossar. Cuidado pra não queimar! Quando tiver desgrudando da panela, desliga. Aí unta uma forma com manteiga e coloca a cocada ainda quente e espera até esfriar. Não faça que nem eu e raspe a panela ainda quente.

Depois que esfriar, só cortar em pedacinhos e fim! Na geladeira dura uns 7 dias, mas na minha não durou nem 1 dia. Não pela gordisse, mas pela parte desastrada: fui tirar o pote da geladeira e caiu 🙁 Mas as que a gente comeu antes tava ótimo!

5 nojinhos

Todo mundo tem nojo de alguma coisa. Os mais machões vão falar que não, mas no fundo, todo mundo tem. Ou você comeria aqueles insetos fritos da Tailândia? Ficaria de boa se o bebê do seu amigo fizesse coco em você? Entraria descalço no banheiro público? Ok.. Ninguém faria isso, mas o fato é que você tem nojinho de alguma coisa.

Eu tenho muitos nojinhos e vou compartilhar os 5 maiores nojinhos que eu tenho, e tenho que conviver praticamente todos os dias.

1- Ralo da cozinha

Sabe quando tem uma pilha de louça suja, ai você vai lavando e os restinhos ficam no ralo da cozinha? Uii.. NOJINHOO! Principalmente quando tem ovo no meio.. deixa tudo mais gosmento e grudado. Ai você tem que ficar puxando tudo, na maior meleca, pra tirar tudo. E isso é aquele tipo de coisa que você vai fazer todos os dias, não importa qual seja a sua comida, o ralinho da pia da cozinha sempre estará sujo.

2- Ralo do chuveiro

Sempre convivi com maioria de mulheres em casa, então o ralo do chuveiro sempre tinha cabelo. SEMPRE! É muito nojento aquele cabelo molhado lá… E você tem que tirar, senão junta mais cabelo e ai fica mais nojento. É um nojo… Cabelo molhado fora da cabeça dá nojinho. Ele fica se agarrando na gente… ECAA!

3- Cocô de cachorro

Não o cocô por si só, porque pra tirar é só por papel, luva, etc. Mas quem tem cachorro sabe: as vezes o cocô fica pendurado na bunda, e o cachorro sai todo desesperadinho e não consegue tirar. Aí o que você tem que fazer (o mais rápido possível, pra ele não melar sua casa inteira de cocô): puxar o cocô dali. Puxar cocô da bunda do cachorro é muito nojento! Ao mesmo tempo que dá dó dele estar naquela situação, dá nojo de ter que fazer a remoção do ente indesejado.

4- Matar inseto com a mão

Qualquer inseto, mas principalmente pernilongo. Ele tá lá, voando na sua frente, e o instinto fala mais alto, e você dá uma palmada no ar. Quando abre a mão de volta, em uma palma tá o bicho esmagado e na outra o sangue que ele carregava dentro dele. Tem coisa mais nojenta? Tem que esfregar muito a mão depois pra tirar o cadáver dele de você.

5- Pau quente do metrô

Oi? Kkkk Eu não sei como chamar aquilo, sem ser coisas que remetem a pau, poste, segurador… Mas sabe aquilo? Quando você pega, e tá quente… De alguém que ficou por muito tempo com as mãos lá e acabou de soltar, aí você vai e encosta no baguio quente ECAAA. Vale pra tampa de privada quente também… o nojinho é o mesmo, mesmo que você saiba quem usou na sua frente.

5 nojinhos, que se pudesse evitar, a minha vida seria melhor hahaha. E aí, qual o seu nojinho?

Búzios

Mais um pouquinho das férias, e dessa vez contando sobre Búzios… Fomos em Dezembro, época de sol, calor e clima de azaração. Antes de mais nada, uma observação sobre Búzios: Lá é composto por 80% de argentinos, 10% cariocas e 10% de turistas. Sim.. muito argentino lá.. Tanto que tivemos que fazer uma busca pra saber o porque, e aqui está!

PANO_20131225_104830

Bom, Búzios fica na região dos Lagos no Rio, o que demora cerca de 3 horas de ônibus pra chegar. Não tem aeroporto e malemá tem rodoviária… Pra chegar lá, ou fecha-se pacotes de traslado por vários serviços que tem no hotel ou no aeroporto, ou da Rodoviária do Rio pega-se o ônibus da Viação 1001. Facinho! Dá pra comprar pela internet, e os ônibus saem de hora em hora (pelo menos em Dezembro foi assim). E claro, sempre se tem a opção de ir de carro… Mas aviso que a gasolina lá estava cara 🙁

IMG_20131225_104823

3 horas depois, estávamos lá, e o tempo não foi muito amistoso. Mas depois da tempestade, veio muito sol e calor e valeu a pena cada minuto na armação! Ficamos 5 dias lá, e acabamos não conhecendo outras praias… Ficamos na praia de João Fernandes, uma das praias que o pessoal mais gosta de ficar, por ser bem tranquila (em quesito de pessoas e do mar) e pequenininha, sendo mais reservada.

A praia limpíssima, que dava pra ver peixinhos da borda, nadando no meio do povo! Fizemos (ou tentamos) fazer stand up, e quando se está mais pro fundo, dá pra ver umas tartaruguinhas nadando por lá <3 Tudo que você pensar em comer nas barraquinhas é caro! Sim.. Búzios é uma cidade muito cara e pra comer qualquer coisa, você não gastará menos de 50 reais por pessoa.

IMG_20131225_140742Ficamos no Hotel Rio Búzios – Beach (também tem a Rio Búzios Boutique que é da mesma rede) e não tenho nem o que falar sobre ela! Pousada muito boa, desde o atendimento, até as acomodações. Pegamos o quarto basiquinho (standart) e era grande, com sacada de frente pra rua, bem arejado e completo. O hotel inclui serviço de café da manhã, que apesar de não ser nada demais, nos satisfazia bem. Conta também com academia, piscina aquecida, restaurante e bar.

Além de visitar as outras praias (que não fizemos), tem o centrinho, a Rua das Pedras, que vale o passeio. Além de todos os restaurantes bons da cidade estarem lá, ainda tem muitas opções de lojas conhecidas para fazer compras. O centrinho é bem organizado, limpo e sempre tem um policial por lá, o que deixa as coisas mais tranquilas ainda. Uma coisa curiosa sobre Búzios, foi o fato de nenhum táxi trabalhar com taxímetro e fazer sempre corrida com preço de R$15, independentemente do lugar que você vá. Não sei se é curioso ou enganação mesmo, mas isso foi comum e válido para todos os táxis que pegamos.

Super vale a pena visitar a cidade, e quem for com mais tempo e paciência, visitar as outras praias… A gente estava mais pra descansar, aproveitamos a praia e o hotel! Prepare os bolsos e o protetor solar pra aproveitar os dias de sol intenso que o verão proporciona! Ah, e fique atento apenas com previsões de chuvas que castigam a região dos lagos essa época do ano. De resto, só abrir a água de coco, esticar a canga e aproveitar a viagem 🙂