Arquivo da tag: cuidar

começando no meio

a gente gosta de marcos né?! início e fim sempre são importantes. o ano começou já faz um tempo – e muita coisa já aconteceu por ai, até quase uma terceira guerra mundial. e eu sempre espero começar o ano com a energia que os inícios propõe. mas esse ano não rolou. já comecei o ano numa rotina diferente, com visita em casa, fora do comum; não senti que o dia primeiro fosse realmente o começo. e mesmo depois que que ela foi embora, o que era pra ser “O” começo, virou só o começo de um resfriado. ainda assim tentei forçar uma rotina, ainda que devagarinho tentando começar a listinha de “metas do ano”, mas simplesmente não ia. o que veio com isso, foi um resfriado ainda mais forte, levando embora todo o restinho de vontade e empolgação que eu tava tentando manter vivos. fui “obrigada” a ficar quietinha, a cuidar de mim, cuidar do meu corpo (e porque não da mente também). o corpo manda sinais, e decidi me deixar descansar. o começo as vezes é de descanso. o corpo/mente precisam do que precisam, não entendem o calendário gregoriano. aprendi e tô aprendendo ainda a dar espaço e tempo pra mim mesma, sem cobranças que normalmente saem só da minha cabeça. e aí que só agora no começo de fevereiro (já se foi 10% de 2020) que minha energia vai se fortalecendo e ganhando mais potência e, me sinto mais a vontade (e mais consciente) para retomar e recomeçar minha rotina e trabalhar nas minhas metas pra esse ano- mas talvez não tão ao pé da letra.
seguimos em 2020… começando.

A primeira a gente não esquece….Tattoo gente!

tattoobunda

Essa bunda não é minha….

Sempre gostei de tatuagens e sempre achei bonito e legal quem tem desenhos… Inclusive, sempre que alguém quer fazer eu me enfio no meio na conversa, gosto de ver os desenhos, os significados, dou os meus palpites e vejo depois que tá pronta!

A uns 5 anos atrás decidi que queria fazer a minha primeira (primeira sim, porque quero ter muitas ainda) e ai começou a escolha do desenho. Queria fazer várias coisas, e queria vários significados que mostrassem um pouco quem eu sou… Impossível! Porque sou muitas coisas (entre boas e ruins) e não tem o desenho de tudo junto….

Cheguei a conclusão que queria uma phoenix, pelo significado, pelo desenho e principalmente pelo rabo que acho a coisa mais linda! O lugar, nas costas…. E ai, começou a caça pelo desenho que me deixaria feliz. Pegar esses desenhos de tattoo pronta na internet e querer que a sua saia igual, é uma tarefa difícil, mas dá pra ter uma noção do que você quer e as cores que você quer.

phoenix

Minha phoenix!!!

Eu quis uma tatuagem relativamente grande, e escolhi o desenho preto e branco porque pelo meu tom de pele, achei que ficaria estranho (erro meu, mas o efeito sombreado ficou bem bom). O próximo passo seria achar o tatuador, e isso foi complicado. Várias indicações, e os preços nem sempre tão bons pelo tamanho que queria. Alguns queriam alterar o desenho, outros queriam aumentar as sessões. Até que depois de uma busca na internet, achei um studio perto de casa e um tatuador (que fez tattoo na Ana HIckman) que pareceu bacana: Tattoo Yes!. Fui no studio conhecer seu trabalho e falar com ele – o Andrézinho. Ele me deu algumas ideias e dicas e topou fazer, do jeito que eu queria, do tamanho que eu queria, e o melhor…num valor acessível!

Duas semanas depois estava lá para o ultimo passo: começar a tattoo! Duas sessões de 2 horas mais ou menos. Dói, mas nada absurdo, mas dói! Aquela dor que incomoda enquanto tá rolando. Quando o Andrézinho cantou “Acaboooo A-ca-bo!”

500px-CareNewTattoo-Step-3Tratar a tattoo com pomada, bandagem e aguentar depois o coça coça é dureza também! Mas no final, ver que o desenho que você escolheu, ficar exatamente do jeito que você escolheu é muito bom! E depois ficar namorando a tattoo como se fosse roupa nova, e saber que aquilo faz parte de você agora, também é demais.

Apesar da desaprovação da família, muito mais importante eu ter gostado do que eles, e como eu consigo separar bem isso e fazer o que eu gosto, deixei os comentários pra lá e logo fiz outra… Mas essa fica pra outro post…

Ficam as dicas aqui, dicas muito óbvias mas sempre bom lembrar:

  • Escolher o desenho e as cores e levar para “discutir” com o tatuador, pois ele saberá como ficará melhor e mais destacado no seu corpo.
  • Pensa que o desenho vai ser “pra sempre”, e que você pode enjoar dele…
  • Escolher o tatuador e seu studio pra ver se tudo anda nos conformes, e bom ver também o trabalho do tatuador, pra ver se o traço dele condiz com o que  você gosta.
  • Cuidar depois é super importante, pra não inflamar e não estragar o desenho, não só quando desenha, mas passando protetor e hidratante na pele, pra não ressecar.

Fica a dica do tatuador da phoenix aqui.