Arquivo da tag: ferias

Planejamento Julho

Não tava prestando atenção e de repente FLAU, julho chegou. Sim, passamos da metade do ano e daqui pra frente, meus amigos, o tempo correrá. Então pra quem não tiver gostando de 2016, calma que já já acaba.
Julho traz junto o inverninho (apesar que tá tudo meio maluco nesse tempo), traz os resquícios da festa junina e para professores e estudantes, traz as férias escolares! Aliás, julho para mim traz muitos aniversariantes também.

Enfim, com Julho aí, mais um planner, e mais uma vez confesso que não saiu do jeitinho que eu queria, mas é aquele ditado né? Vamos tentar melhorar. Deixo aqui para download – só clicar e imprimir – e você começar a planejar seu mês de Julho… seja ele cheio de viagens de férias ou seja ele fazendo projetinhos.
Julho

Férias!

Esse blog vai sair de férias a partir de hoje! Uhuu…. Amanhã, eu e o Fábio ficaremos cerca de 20 dias viajando por ai, e daí aproveitando o momento, vou tirar férias do blog também. Até podia programar uns posts, deixar algumas coisas prontas, mas férias são férias, não é mesmo?

Vamos fazer um mini tour pela Europa, começando por Barcelona, depois Berlim, Paris e por fim Amsterdam. A ideia é ficar uns 5 dias em cada lugar e turistar muito, conhecer além dos pontos tradicionais, alguns mais locais – contamos com ajuda de alguns amigos para isso – e falar com pessoas de lá, turistas, enfim, fazer uma viagem bem legal.

Reservamos hostel e Airbnb compartilhado para termos o máximo de contato com outras pessoas e com a língua e cultura – e claramente pra economizar também, porque o euro não tá fácil. Dessa vez, pensamos em um formato diferente de mapa, algo pra tirar um pouco o celular da gente e a tecnologia. Claro que vamos ter celulares e mapas em mãos, mas anotamos de um jeito mais divertido e bem feito a mão pontos para encontrarmos lá, o que fazer, onde comer… E na dúvida de encontrar, antes de sair pesquisando no Google, porque não perguntar pra alguém passando na rua?

Bom, acho que esse é o start, vamos terminar de fazer as malas e ir pra mais uma viagem – e quem sabe esse ano alcançar a meta de 12 viagens por ano? Beijos pra todo mundo e até a volta. Ah, mas pra quem quiser acompanhar a viagem, não deixe de acessar a página do blog no Facebook, o Instagram e o Snapchat: dayalima. To bem animada, então com certeza terá coisas da viagem por lá.

Maceió

Mês de novembro tiramos férias mais uma vez, e o nordeste brasileiro foi a nossa rota. Tínhamos  comprado passagens através de milhas e o trecho que fizemos foi São Paulo – Maceió – Natal – São Paulo, totalizando 15 dias de viagem e utilizando 30 mil milhas em todos os trechos para 2 pessoas. Passagens para o Nordeste não são baratas, mas o passeio pra lá é tudo de bom. Novembro é o mês que menos chove e quando começa o calor de verdade. Não chega a ser verão, mas chega tranquilamente aos 30 graus durante o dia.

O que é importante saber sobre lá é que escurece cedo, mesmo com horário de verão. No máximo às 18h horas, o sol já se pôs, então não conte com o sol por muito tempo. Agora, ao mesmo tempo em que escurece cedo, amanhece cedinho também, então apesar de estar de férias, o ideal é acordar entre 7h e 8h da manhã para aproveitar bem o dia.

Fomos pra Maceió e fechamos o pacote de passeio. Fechamos no hotel, onde oferecem várias opções de cias de turismo e basicamente todas tem o mesmo valor. Chegamos a ver na rua, onde tem várias vans também ofertando, mas o preço é o mesmo. O pessoal ia buscar a gente de manhã no hotel por volta das 7h e nos deixava em torno das 16h.

Imagem1Primeiro dia – Para ir do aeroporto até o centro têm-se opções de transfer, ônibus e vans, mas optamos pelo bom e velho táxi. O preço do táxi do aeroporto até onde fica a praia é fixo variando de R$ 60 à R$ 80. Ficamos no Hotel Meridiano, e como chegamos 11h da manhã de sábado, aproveitamos a praia de Ponta Verde, que ficava próxima ao hotel. Andamos pela orla e a praia é bem limpinha e com agua quentinha! O problema é que tem muitas algas, mas no geral a praia é limpa e as águas claras. Bastantes barraquinhas atendendo a beira mar e as pessoas são bastante atenciosas. O preço, comparado a São Paulo é baixo… Cerveja de 600 ml por R$ 6,50 e porções de camarão/peixe por R$ 20,00. Jantamos no Imperador do Camarão, que é um restaurante bem popular por lá e muito saboroso! Comemos camarão na moranga e pagamos a bagatela de R$ 70, incluindo bebidas (refrigerante) para duas pessoas, e comendo muuuuitooo!

 

Segundo dia – Como era feriado no dia 02 de novembro, não tinha passeios a serem feitos, então ficamos curtindo um dia na praia próxima ao hotel. Aproveitamos e fomos a feirinha de artesanato que fica beira mar, com preços bons e super dá pra pechinchar! Almoçamos numa barraca chamada O Pirata, mas comemos um ensopado de peixe no coco sensacional! A porção muito bem servida, com pirão, arroz e batata… Em quase todas as barraquinhas tem peixe, camarão, sururu… Só escolher uma e mandar bala!

Imagem2

Imagem3

 

Terceiro dia – Fechamos o pacote para ir para a praia de Duas Barras, onde há o encontro do mar e do rio. A van passa por volta das 7h e em mais ou menos 1 hr, chegamos ao destino. Quando fomos, não estava tão sol, porém por ser semana de lua cheia, a maré estava baixa, e foi possível passearmos pela área onde se dá o encontro das águas. Eu não sou muito fã de mar, apesar de adorar praia, então o rio pra mim foi uma delicia. O dia começou a esquentar e o sol abrir mais pro meio da tarde, então deu pra aproveitar legal. Os pacotes para Duas Barras são fechados com almoço. Lá é meio “restrito” e só tem um restaurante e o bar, então o pacote todo sai por volta de R$ 90. A van retorna pra cidade as 16h e só tínhamos forças para dormir e acordar o outro dia mais cedo ainda!

 

Quarto dia – Madrugando para ir para Maragogi, a van passa 6 da matina e demora em torno de 1h30 – 2hrs para chegar ao destino. Quando chegamos não tinha muito sol, apesar de estar calor… O sol ficava firme e forte a partir das 11h. Onde fomos o café da manhã era por conta da Cia. Depois do café (simples, porém necessário), fomos rumo ao catamarã para sermos levadas para as praias naturais. O ideal é ir quando a maré está baixa, que dá pra aproveitar sem medo – principalmente os não “nadantes” – e fazer o passeio com fotos e snorkel.  O lugar é sensacional! Aguas clarinhas, peixinhos por todos os lados e depois abriu um sol perfeito para aproveitarmos bastante! Ficamos 2h30 nas piscinas antes de voltarmos para a praia. Tempo mais que suficiente para fazer tudo. Tem opção de mergulho, que não fizemos, e tem o aluguel de snorkel (R$ 10), que pegamos e foi show! Super vale a pena ir… O preço é R$ 90, mas a praia é incrível! Na volta, paramos em uma feirinha com comidas e bebidas típicas de Maceió para levar de lembrancinha. O preço é salgadinho, mas tem coisas que valem a pena, como a cocada, castanha e pinga Gogó da Ema. Nem precisa falar que chegamos mortos e não conseguimos acordar até o outro dia com mais um passeio.

Imagem5

Quinto dia – Pra não acordar todos os dias muito cedo, intercalamos os passeios para conseguirmos descansar, pois afinal de contas, estávamos em férias né? Acordamos cedo, tomamos café reforçado com tapioca doce e salgada e esperamos a van para nos levar ao próximo destino, ou nesse caso, destinos: Praia do Francês, Praia do Gunga e Barra de São Miguel (R$ 30 reais o passeio todo). O passeio é passa primeiramente pela Praia do Frances, depois pela Barra de São Miguel e termina o dia na Praia do Gunga. Chegando na primeira parada, nos damos com uma praia linda, paisagem maravilhosa e praia como costumamos ver (com barraquinha pra comer e beber)… Parada rápida pra fotos, mas que depois voltamos para passar o dia. Seguimos de lá para Barra de São Miguel, onde tem-se a opção de fazer um passeio de “lancha” (as aspas são porque não é um lancha que queríamos ver). O passeio é bem legal e através dele você chega na praia do Gunga, que é o ponto final do passeio. Ele para em piscinas naturais no caminho, onde dá pra ver peixinhos, mexilhões e alguns caranguejos. Depois, a lancha faz uma parada em um restaurante em alto mar, onde tem uns bancos de areia e mesinhas que dá pra ficar até a maré subir (por volta das 13h).  Por fim, chegamos na praia do Gunga, uma praia bonita, com bastante quiosques e o mar bem agitado. Preços bons e boa pra comer e tomar uma cerveja. Com certeza esse um dos passeios mais tranquilo de toda viagem…

Imagem4

 

Imagem6Sexto dia – Férias para descansar e como ficamos “encantados” com a Praia do Frances, resolvemos tirar um dia pra ficar na praia, tomando água de coco, cerveja e comendo camarão! O dia foi totalmente focado no sossego e na preguiça. A praia é bonita, aguas limpas e bem tranquila (mas acredito que pela época do ano), porém os preços são um pouco mais salgados que os demais lugares, mas ainda assim, mais barato que um dia de praia em SP. Nossa tarde foi marcada por uma chuva de verão, mas chuva no nordeste é sempre bem-vinda, pra nos refrescar do calorzão que faz a tarde. No jantar, fomos em um restaurante (que não lembro o nome) comer carne de sol e feijão tropeiro. Fica à beira mar e é bem famosinho, então você vai saber quando chegar lá.

 

Imagem7Sétimo dia – Último dia de passeio e fizemos o mais puxado, visitando os Canyons de São Francisco. A viagem de Maceió pra lá é longa, cerca de 5 horas, então, não é fácil. Pra quem for pra Aracajú, é mais perto e a viagem não será tão cansativa. Tenho que admitir que a viagem cansa… Mas o visual é muito lindo e vale a pena chegando lá. No percurso da viagem, fizemos uma parada pro café da manhã em Arapiraca (interior do interior do interior de Maceió) e depois em na cidade de Piranhas, que tem um clima semiárido super mega máster blaster sertão. Depois dessa parada, chegamos no ponto final, os canyons! Um passeio de catamarã a dentro do rio e dentro do barco são servidos drinks, bebidas e comidas. Chegando lá, o barco para por cerca de 1h30/2hrs para podermos tirar fotos, apreciar o ambiente, tem passeio de barquinho por entre os canyons (que a gente não fez) e duas “piscinas” com a água do rio… uma delicinha, naquele calor avassalador, um banho de rio de água doce. Na volta do catamarã, tem um almoço incluído no valor do pacote (R$ 110 por pessoa), que tem uma variedade de peixes, pirão, saladas, arroz, feijão tropeiro e frutas. Depois é encarar mais 5 horas de estrada pra voltar pra capital. Chegando próximo ao hotel, paramos na Sorveteria Bali, famosa por seus sabores mais diferentes, como sorvete de cupuaçu, cajá, tapioca, açaí… E realmente, os sorvetes são muito bons e o preço também é bacana.

Fim de viagem. O outro dia, tomamos café e nos preparamos para seguir rumo ao segundo destino das férias: Natal!

The Apple City – Parte 1

IMG_20140801_214722Estava de férias nesses últimos dias e aproveitei desses dias majestosos e merecidos que são as férias para viajar. Dessa vez a cidade escolhida foi The Apple City, The Big Apple ou Nova York para os não tão íntimos rs.

Todo mundo ama NY, já que essa cidade representa mais do que uma cidade qualquer. Representa todas nossas lembranças de filmes, seriados, músicas, paixões… Quem nunca pensou em andar pela cidade e viver a vida da Carrie Bradshaw, ou ir no incrível Empire States do King Kong? Tocar o piano gigante que nem o Tom Hanks, no filme Big (Quero ser grande)?! NY é cinematográfica e a viagem não tinha como ser ruim. Era como se já conhecêssemos cada lugar, como se já tivéssemos ido lá.

Primeiramente, hospedagem: Airbnb. Já ficamos em vários ap’s em diversos esquemas diferentes no Airbnb aqui no Brasil, e arriscamos ficar em NY também! Não tem muito segredo, procuramos a hospedagem que cabia no nosso bolso e que fosse perto de metrôs. NY é rodeada de metrôs… Você consegue atravessar a cidade de metrô, ir pra praia, pro centro, pra dentro da ilha e fora da ilha, e isso é o máximo! Então qualquer hospedagem em qualquer lugar que tenha metrô perto, vai ser perfeito! Nada de luxos, afinal de conta, mal ficamos no quarto… Ficar na ilha de Manhattan é o ideal, mas ficar em Williamsburg ou no Brooklyn é bom também! Tem hospedagens mais baratas por lá, com metrô perto e o bairro também é tranquilo.

Ficamos 10 dias na cidade, mas com 7 dias você consegue conhecer todos os pontos, e com 5 dias você consegue ver os principais. Em 10 dias nos demos o direito de ir pra praia, de ir para o parque fazer picnic, compras e fazer tudo na paz e tranquilidade de umas férias…

Dia 01- Rockefeller Center,Toys ‘R’ Us e  Dallas BBQ

Chegamos as 8h e pegamos uma pesada fila na migração. Como não tínhamos contratado shuttle/traslado e não queríamos gastar com táxi, arriscamos e fomos de metrô. Sim, você vai se perder no metrô. Não é fácil, as vezes não é muito dedutivo, mas com o tempo vai se aprendendo… Ou se acostumando a se perder rs.

Almoçamos no Calexico – restaurante mexicano mara!- e fomos pro AP nos recuperar das 9 horas de viagem direto. Ai de noite, fomos conhecer o centro.. Passando pelo Rockefeller Center, que cada época do ano tem uma exposição diferente na praça, visitamos a loja de brinquedos Toys ‘R’ Us, que tem uma roda gigante dentro, miniaturas de Lego, super-heróis espalhados e muitos brinquedos/crianças/adultos se divertindo com tudo. A loja fica bem na Times Square, e aí não tem como não se maravilhar com a rua completamente iluminada, cheia de vida e de pessoas (muuuuuitas pessoassss!)

dia 01

NY é uma cidade 24 horas, e a Times Square x Broadway são a prova disso. Passamos milhões de vezes por lá e por vários horários diferentes, e sempre movimentada, sempre cheia de luzes e sempre cheia de “cinema” dentro dela! Um lugar lindo, que tem que ir, mas que depois, começa a ficar cheia demais pros passeios do dia-dia.

Fechamos a noite comendo no Dallas BBQ, um restaurante que tem uns drinks muito bons (tomamos piña colada – $9 o copo grande) e costelinha de porco com BBQ, frango assado com BBQ, tudo com BBQ! Uma loucura, muito bom e pratos bem servidos…

 

Dia 02 – Brooklyn Brewery, Friends, Sex and the City e The High Line

Depois de uma boa noite de sono, fomos visitar a cervejaria de NY (tem várias, mas essa é a mais famosa por aqui no Brasil), a Brooklyn Brewery. De fim de semana, a cervejaria oferece tour gratuito, e pra quem quiser ver na semana, o tour é cobrado ( $10 dólares com direito a degustação) e tem que ver a disponibilidade no site. Fomos no domingo, e conseguimos fazer a visitação na parte da tarde, tivemos que esperar um pouquinho, mas conseguimos visitar (ahh, o tour de fds é das 13h as 17h). Enquanto não dava nosso horário, ficamos no bar, que é um espaço imenso com banheiro, onde você pode degustar todas as Brooklyn’s (cada 5 fichas, $20).

dia 02

Saímos de lá, depois da visita e da degustação, e fomos visitar os dois pontos dos seriados que eu amo Friends e Sex and The City <3 Muita caminhada, mas chegamos nas faixadas da casa da Carrie e depois da casa da Monica, Rachel, Joey e Chandler! Mapinha da onde ficam os lugares aqui.

Algumas fotos depois e uma parada pra descansar da caminhada, fomos passar o final da tarde (que estava encoberta para ver o por do sol 🙁 ) no High Line – um parque construído na linha de trem abandonada pelos residentes que moram no bairro. Super bem cuidado, cheio de flores e pessoas passeando… Um ótimo lugar pra descansar no fim da tarde e esquecer um pouco da cidade no meio da cidade.

 

Dia 03 – Estátua da Liberdade, Wall Street, Pier 16, Grand Central e Magnólia Bakery

Reservamos a manhã pra ir na Estátua da Liberdade. Quando chegamos em NY o tempo estava com uma cara fechada, nebuloso e com garoa. Mas, passado o fim de semana, o tempo abriu e o verão nova-iorquino nos mostrou o que tinha de melhor: o sol! Um sol maravilhoso, quente e cheio de amor pra dar… Muito calor e muito turista! A época do verão também é época de férias por lá, e todo mundo quis começar a segunda-feira turistando e visitando a tal da Senhora Liberdade. Compramos o ingresso ($15) e pegamos o barco pra ir na ilha! A estátua da liberdade é pequena, mas a ilhota tem seu charme, e não tem como não imaginar filmes e séries passando por lá. Um passeio que todo turista tem que fazer! Passamos a manhã inteira por lá e aproveitamos também pra saborear um cachorro quente, desse de rua… Sem maionese, sem batata palha, mas nada sem graça. Pedimos de linguiça picante e super valeu a pena!

dia 03

Saindo de lá, passamos pelo touro de Wall Street, e como a cidade tava cheia de turistas, o touro estava cercado… Foi difícil, mas conseguimos passar a mão na bola do touro e agora só esperar a sorte aparecer! Ainda lá perto, fomos visitar o Pier 17, mas descobrimos que o pier está fechado para obras até 2016. Ficamos no Pier 16, que tem um barco de pirata, um clima agradável, uns trapézios de circo (com orientadores) e uma bela vista para o Brooklyn!

Ficamos vendo o entardecer por lá e antes que acabasse o dia, pegamos o metrô e fomos conhecer a Grand Center Station. E realmente, ela é linda.. Cheia de iluminação, teto desenhado e chão com piso brilhante, a Grand Center Station é um ponto que deve ser conhecido… A disparidade dela com as demais estações de metrô é tanta que vale ficar uns minutinhos lá dentro para conhecer.

dia 031

Andamos mais, comemos o pedaço pizza de $3 (vende em quase todas as esquinas e é muito bom!) e fomos até o Rockefeller conhecer a Magnólia Bakery… Padaria das meninas do Sex and the City e que vende um cupcake maravilhoso <3 Compramos de dois sabores, mas fica a dica: baunilha com chocolate é o melhor disparado!

Dia 04 – Rockefeller, LEGO, Top of The Rock, LOVE, FAO Shcwarz, 5 avenue, Rickys e Rudy’s

Já tínhamos visitado o Rockefeller Center a noite e visitamos de dia também! Tinha uma escultura meio “modernosa” (não entendi até hoje o que significa) e muitas pessoas andando por lá. Logo na frente do Rockefeller, tem a loja da Lego. Uma loja pequenininha que vende peças separadas, kits e tem um dragão feito de Lego que cruza a loja inteira. Depois da visitação, fomos ao que interessava: Top of the Rock.

dia 04

No Top of the Rock é possível ter uma visão da ilha de Manhattan inteira e dos edifícios Chysler e Empire States, do Central Park e até da Estátua da Liberdade. A entrada é bem salgada ($24) e ainda estou avaliando se compensa ou não pagar tudo isso.. Como já tinha pago, o jeito foi aproveitar a linda vista e passar umas horinhas por lá. É tudo bem construído para o turista, desde a recepção até o elevador.

Depois disso, fomos no big LOVE da cidade tirar umas fotos e encher o coração de amor, e depois disso uma passada na incrível loja de brinquedos FAO Schwarz. Cheia de doces, brinquedos, crianças e adultos se encantam com essa loja… Não tem como não voltar no tempo, ver Lego, Comandos em Ação, Barbie, Muppets Baby… E ver o Big Piano (que de Big só tem o nome)… A loja é bem legal e vale a pena ser visitada. Na mesma calçada, tem uma loja da Apple (a primeira loja) cheia de brasileiros comprando IPhone e de todo mundo usando wi-fi.

dia 041

Andando pela 5ª avenida e babando pelas vitrines caríssimas e chiquetosas, passamos por uma Rickys. Rickys é uma loja de cosméticos e vende tudo para cabelo que você precisar! O preço não é o melhor do mundo, mas comparado ao Brasil é maravilhoso! Entre cremes para cabelo, baby liss, chapinhas, esmaltes… Nos fundinhos das Rickys tem um sexy shop!

Fim de caminhada, fomos parar para molhar as palavras, pois o dia tava quente! Beber (e comer) em NY não é barato e procuramos (Google) um bar com a cara americana de ser e a preços que cabiam no bolso. Achamos o Rudy’s: bebida barata ($10, pitcher), pessoas jovens, clima agradável e cachorro quente de graça! Passamos a noite por lá, fizemos amizades e fomos embora cambaleando metrô adentro.

continua

Drops da Semana

01-05

Três semanas com feriado, eu emendei tudo (só no blog) e fiquei com uma preguiça extrema de pegar o note pra escrever uma virgula. Foram vários dias de paz, sossego, reflexão e muita preguiça. Daí tomei coragem e voltei a labuta… Como isso aqui é um hobby, prefiro fazer quando realmente tenho vontade, do que fazer só pra ganhar views até porque meu blog nem é um desses famosos hahaha

Bom, semana passada, pós viagem, a semana foi bem tranquila. Até porque, dinheiro que é bom, voa… E é preciso dar uma segurada porque outras viagens vem por aí. No fim de semana passado foi aniversário de dois primos meus e a gente juntou a familiarada toda e foi pro guerê guerê! Mentira, fomos pra uma balada de sertanejo e ficamos até as 5h da manhã… Fazia teeeempo que não fazia isso e descobri que não dá pra fazer sempre, porque não tenho mais idade 🙁 Mas uma vez ou outra rola um guerê guerê o/

No domingo ainda teve mais família com mais comemoração e churrasco! Muita comida, mais bebida e um bolo maravilhoso da Sodiê 🙂 A festa foi tão gostosa, que rolou durante a tarde toda e quando vimos já era hora de partir. Partirmos e fomos para o show do Teatro Mágico <3 que ninguém conhece muito e quem conhece não gosta, mas eu tenho um lugarzinho no meu coração pra eles <3

Ai depois disso tudo, foi aproveitar as poucas horinhas de sono e o começo de uma cólica das trevas, tomar remédio, colocar o roupão peludinho nesse outono cheio de ventos gelados e ir dormir bem quentinha. A semana começou tranquila e terminou com outro feriado… Bom que amanhã já é fim de semana de novo e já dá pra descansar e aproveitar mais um pouco!