Arquivo da tag: idade

Trinta

Eu sempre achei que quando eu chegasse nos 30 anos eu ia ser muito adulta. E talvez por isso eu sempre tive meio que medo de chegar aos 30, porque eu nunca me sentia perto de toda essa “adultisse”.

Sempre fui muito molecona, brinquei até mais do que se espera de uma criança, não levava as coisas muito a sério para o desespero dos meus pais. Pra mim crescer envolvia muito mais responsabilidade do que diversão. Achava que quando virasse oficialmente adulta, ia virar um desses adultos chatos, sérios. Mas não é bem assim. A responsabilidade vem – junto com os boletos pra pagar-, mas vem também a liberdade, as escolhas, a maturidade… ah, como é bom olhar pra trás e ver o quanto mudei.

A vida pode ser divertida, e até mais do que era. É bem clichê mas é verdade: a idade tá na nossa cabeça. Só é limitante quando a gente deixa ser, só é pesada quando a gente coloca esse peso. Tá certo que o corpo cede algumas vezes, mas é o preço a se pagar.

O que seria um desespero pra mim há 10 anos atrás, estar com 30 mais perdida do que quando vim ao mundo, sem filhos, sem trabalho, hoje é um dos motivos da minha alegria. Provavelmente daqui há 10 anos vou olhar pra trás e me sentir uma idiota, e isso é ótimo.

Sigo na vida correndo atrás do meu sonho de criança: ser o pato Donald.

Mais um menos um

wpid-IMG_4236.JPGMais um ano de vida, menos um ano de vida… Eu não sou a pessoa que mais gosta de fazer aniversário, porque sempre me leva a refletir sobre a vida e todo mundo sabe que pensar na vida não é uma das coisas mais legais de fazer…

Um breve resumo de como foi ter 24 anos: um ano de muitos aprendizados, muitas risadas, muitas descobertas… Que nem sempre foram boas… Lágrimas, desesperos, emoções. O primeiro natal sem minha avó, um carnaval com a galera no carnaval de rua, um ano sem muita praia, mas também sem muito calor… Um ano de economia, pra depois gastar tudo na viagem pros States! Ah viajar! Foi o ano da primeira vez… Que fui pra fora do país, testar meu inglês barato e ver que o mundo é muito melhor do que o mundo que conhecia antes…. Primeira vez que fui no Rock in Rio e que com certeza vou mais vezes. Ano de show (John Meyer, Philip Phillips, Bon Jovi, Nickelback, Ben Harper, Matchbox 20, Frejat, Demônios da Garoa, Sambô), ano de risada, viagem, beber…. Mais uma tattoo e mais uma ânsia louca de querer fazer outras 100! Primeira vez de October Fest e um fim de semana de muitas aventuras.

25 anos

De provar vinhos, conhecer restaurantes, conhecer as pessoas… Foi um ano esquisitão. Ano que gastei bastante, mas também cabei bastante (nem que esse ganho tenha sido experiência). E falando em acabar, foi o ano que acabei também mais um ciclo da vida, finalizando a pós e terminando o TCC com chave de ouro. Um ano de altos e baixos, de reflexão… Dizem que nos 24 que a gente decide que lado do muro a gente ta… Não pro lado sexual, mas da pra decidir que lado do muro da vida a gente ta. Não vou filosofar aqui, sei que esse não foi o meu melhor ano e também acho que não foi o pior.

Espero que com 25 venha melhoras e experiências novas, desafios novos, novos motivos para sorrir, para sonhar, para acreditar…. Esse é só o começo de mais 1/4 de século… Muita coisa ainda vem pela frente! Mas que só as boas me levem pra frente e me façam querer seguir em frente.
Feliz 1/4 de século pra mim!

Algumas dicas relevantes…

Depois de um mês de preparo pra saber onde ir, o que fazer, o que levar… Horas, dinheiros e hotéis… Passeios, compras e o que comer… Da trabalho planejar, mas super vale a pena! Confesso que antes de começar a planejar não tinha idéia da “geografia” dos estados unidos…. O que eh perto do que, como ir e quanto tempo vai levar. E, pelo menos pra mim que gosto de fazer esse planejamento, foi muito legal!

image

Ficamos (eu e meu namorado) vendo entre sites e dicas o que fazer, lendo roteiros alheios, analisando os pontos turísticos…. Montamos planilhas, anotamos no caderno, mas no fim colocamos tudo no post it e foi o melhor planejamento!

Deixo aqui a dica 1: planejar faz parte da viagem… Não precisa ser loucamente que nem eu, pra ter pelo menos o “norte”, conhecer mais do que aquilo que todo mundo fala (meio óbvio mas vale a pena lembrar).

image

A dica 2 que usamos e funcionou muito bem foi reservar os hotéis pelo Hotwire. Mas o que eh Hotwire??? É uma ferramenta de reservas de hotéis e carro que você escolhe a localização e o preço e dentro de uma lista de hotéis disponíveis dentro desse filtro, você faz a reserva. Mas atenção!!! Você não escolhe o hotel, o sistema escolhe pra você, mas não achei isso ruim…

image

Pra alugar o carro, pessoas com mais de 25 anos pagam mais barato e vale lembrar que os carros são automáticos e até o mais barato dos carros alugados será mais top que os carros do Brasil. Fica a dica 3, ao contatar o seguro, o valor da locação costuma dobrar, então vale pesar se vale a pena ou não, dependendo do tempo/percurso da viagem. Vale lembrar que nos States quem abastece o carro é você!

Pra quem for comprar coisas, planeje antes em que loja vai comprar e reserve meio período para comprar porque vai precisar…. Saia do Brasil apenas com uma mala pequena e compre a mala lá (EUA) que super vale a pena, mas pra quem pegar vôo interno, vale lembrar que cada bagagem despachada tem que se pagar taxa determinada pela companhia aérea (dica 4).

image

Outra coisa óbvia mas vale a pena”dicar”, e a dica 5 é ver a época do ano e estação pra saber o tipo de roupa que levar… É importante porque o verão do país visitado pode não ser igual do Brasil (visto que o Brasil é um país tropical) e as roupas leves talvez não caibam pro país, o que provavelmente irá acontecer… Apesar de termos ido no verão, pegamos diversas temperaturas dentro do mesmo estado! Uma loucura, de 18°C a 35°C, mas demos sorte de pegar dicas com outros amigos que tinham acabado de voltar de lá!

Acho que a ultima dica 6 é o fator GPS. Não tem como ficar por onde quer que vice esteja sem um… Nos estados unidos na sempre mais de uma rua com nome igual a outra e pra não se perder nada melhor que o GPS. A gente comprou um chip da T.Mobile e usamos o celular de GPS além do pacote de dados… Foi super positivo e o chip com pacote de dados para pré-pago saiu $60 (na Califórnia).

Por enquanto lembrei dessas mas já da pra começar daí….