Arquivo da tag: limbo

Como vou me sentir realizada se não faço ideia do que é a realização?

A crise dos 30 ainda tá batendo por aqui (e cada vez mais forte) e por meu aniversário estar próximo e o final de 2016 também, minha cabeça fica ainda mais pensativa, com olhares perdidos no horizonte – estilo clipe do Coldplay -, sem descansar algumas noites no travesseiro com a pergunta que não cala: Cara, que que eu tô fazendo da minha vida?

Há um ano e meio atrás eu larguei um trabalho que me enchia o saco, me deixava estressada, nervosa e triste de ser quem eu tinha me tornado. E aí tomei a decisão de largar tudo e me tornar outra pessoa. Não tinha a mínima ideia do que queria me tornar, mas tinha a completa certeza de que não queria ser e nem fazer o que tinha feito até hoje e não queria passar mais tempo perdendo tempo.

Nesse um ano e meio tentei fazer um milhão de atividades, tentar me descobrir em alguma delas, desde babá de cachorro, cozinheira, decoradora, até ilustradora – que é a que eu to tentando me encaixar agora. Em meio a várias coisas que fazia, (re) encontrei nos desenhos uma paixão, uma alegria e uma motivação de seguir em frente com isso.

Um ano e meio depois já consigo vender alguns quadros com desenhos meus, já abri uma lojinha online, já fiz camisetas, cadernos, canecas. Mesmo assim, passo algumas noites em claro, a cabeça no travesseiro ainda não se aquieta, aquela pergunta sempre volta em todas as suas formas. Bate a insegurança de não saber o que estou fazendo, bate o medo de passar a vida sem talvez saber o que eu quero fazer. Parece que estou em um abismo onde todos em minha volta tem absoluta certeza do que estão fazendo com suas vidas, são pessoas realizadas, pessoas de sucesso, pessoas felizes.

Me sinto no limbo das pessoas que largaram tudo pra ser feliz, e só fique na parte de largar tudo pra ser sei lá o quem.

Não tenho a mínima ideia do que é estar realizada, não consigo parar e definir meus objetivos pra daqui x anos, porque eles simplesmente não existe. Não sei também se é pra existir, se até o final da minha vida vou saber quem eu sou, se existe uma resposta pra essas coisas, só sei que a crise existencial ainda existe por aqui. Talvez essa coisa de propósito não funcione comigo (ou nem pra ninguém), talvez eu tenha gastado minhas energias em coisas que não deveria, talvez seja muito desorganizada. Ou talvez eu nem precise chegar em lugar nenhum.

Ninguém disse que ia ser fácil, mas também ninguém avisou que ia ser esse sofrimento todo. E a propósito, esse post não tem propósito e não vai responder nada e nem te ajudar no caso de você também estar passando por isso (só te ajuda pra você saber que não está sozinho nessa).

Ainda tenho 20 dias para virar uma rockstar.