Arquivo da tag: musica

A famigerada musiquinha na cabeça

Todo mundo já passou por isso: ficar com uma música na cabeça sem saber daonde ela veio. Não lembra da sua ultima vez? “Meu fechamento é você, mozão” . Não importa se é chiclete ou se não é, o processo é o mesmo: ouvir a música até os ouvidos sangrarem.

Dessa vez to com essa música: BACK FOR GOOD.

Não sei em que filme ou série ou que lugar eu ouvi essa música, mas fico cantarolando “Want you back, want you back” com a vozinha fininha. Queria conseguir fazer um post decente, mas eu só consigo pensar nessa musiquinha, então, sinto muito por isso e espero que alguém descubra aonde toca essa música antes dos meus ouvidos sangrarem.

Ah, tem uma versão mais atual da música pelo Boyce Avenue, que apesar de mais gostosinha, não tem o refrão com a vozinha mais aguda… Mas aí é só fazer por conta – sim, eu to fazendo isso.

Algumas musiquinhas pro seu final de semana

Final de semana é (são) dia(s) de maldade.
Dia de festa, de celebrar a vida.
Dia de beber até o corpo não aguentar mais.
Dia de acordar tarde.
Dia de ir pra balada, dia de ouvir música alta e deixar o vizinho nervoso.

E pra ajudar toda essa maldade na veia, vim compartilhar algumas playlist no Spotify. Eu não sou boa de fazer playlist, já assumi isso pra vida, mas achei algumas legais que vão combinar com seu final de semana então, abre a janela e solta o som:

 

JOVENS TRANSANDO

Se oscreen-shot-2016-10-07-at-15-08-09s jovens transam muito com essa playlist eu não sei, sei que tem músicas animadas que dá pra você sair por aí mexendo o corpicho. Tem Phoenix, The Submarines, Tahiti 80, NONONO, enfim, um monte de banda que deve ter tocado (ou tocará) no lollapalooza.

screen-shot-2016-10-07-at-15-12-46BOM DIA, VIBES E TAL

Essa é pra acordar no pique, dançando, fazer aquele café da manhã com direito a dancinhas vergonhosas pela manhã. Tem clássicos como Elton John e Stevie Wonder e mais atuais como John Mayer e Amy Winehouse. Músicas gostosinhas pra ter good vibes.

screen-shot-2016-10-07-at-15-19-28STRANGER THINGS

Se você já assistiu a série e gostou muito, essa playlist já deve ter chegado até você. Mas se não, agora chegou. É uma playlist anos 80 com roquizinhos maneiros que compõe a playlist da série. Pra quem curte música nesse estilo, é uma ótima pedida.

screen-shot-2016-10-07-at-15-26-34MUSICAS GOSTOSINHAS

Músicas gostosinhas para trabalhar, ouvir no carro, cozinhar ou pra deixar tocando de plano de fundo quando se está em um grupo de amigos. Não vai te animar muito, mas também não vai desanimar. Essa é praqueles dias que só precisamos de uma musiquinha tocando no nosso ouvidinho. Ah, ela é mais voltada pro rockzinho maneiro, como The XX, Imagine Dragons, The Strokes.

screen-shot-2016-10-07-at-15-34-01CHURRASCO FIRMEZA

Pro seu churrasco ser firmeza, mas sem pagode ou sertanejo. The Doors, U2, Nirvana, Eric Clapton, enfim, são 9 fucking horas em uma playlist, então provavelmente tocará seu churrasco inteiro. Só dar play e deixar rolar.

screen-shot-2016-10-07-at-15-43-59THE GET DOWN

Mais uma de série: The Get Down. Pra quem curtiu a série vai adorar essa playlist que tá cheia de músicas animadas com muito hiphop. Beastie Boys, The Jackson 5, James Brown, Big Daddy Kane vão animar a tarde/noite/madrugada de todo mundo e fazer você querer dançar.


Pra acessas as playlists, só clicar na imagem. Se puder me indicar alguma, deixa nos comentários que vou amar descobrir uma playlist nova <3

Karaokê

20141017_213655Já dizia o velho: “Quem canta, os males espanta”. As vezes só atrai mais males, afinal de contas são poucos os que tem uma voz encantadora. Mas, se tem uma coisa que me diverte – e diversão com certeza espanta todos os males – é ir no karaokê.

Normalmente o karaokê acaba sendo o segundo rolê, porque ninguém – ou quase ninguém – chega lá e já sai cantando todas as músicas que pode, mas as vezes é o primeiro rolê mesmo, e aí que aplicamos a única regra do karaokê: esteja bêbado. Se você for cantar, claramente tem que estar bêbado pra cantar aquela música vergonha do Reginaldo Rossi ou aquele som maroto do Raça Negra. Se você não for cantar, você tem que estar bêbado para estar naquele ambiente com bêbados cantando.

E ai sim, estando devidamente alcoolizado, naquele nível de “bebi o suficiente pra cantar, mas não o suficiente pra cair no palco”, cantar espanta sim todos os males. Basta escolher a música que te consagrará naqueles 3 minutos, e que as pessoas que ali estão vão compartilhar com você, com dancinhas e palmas. E quem sabe você não saia de lá ovacionado e já pensando na sua próxima música.

Karaokê sempre remete a boas risadas, músicas trash que vão ficar 1 semana na cabeça e snapchats engraçados beirando a vergonha alheia. É também um momento que você esquece as preocupações mundanas, não liga pros julgamentos alheios e deixa a vergonha de lado pra simplesmente aproveitar. Então, se você ainda não foi em um karaokê, vá.

Vitrola

Para completar o combo hipster da vida, compramos uma vitrola. Lembro que meus pais sempre tiveram, mas aquelas que vem em cima de um rádio e, em todas as festas de infância tocavam os LP’s da Xuxa, Paquitas e Trem da Alegria. Eu sempre gostei de disco e da vitrola em si. Quando pequena ficava fuçando até aprender a colocar um disco sozinha e ficava largada na sala lendo os encartes enquanto a música tocava.

Mas aí a gente cresce, os discos pulam fora da história e dão espaço pros CD’s, fitas e depois pro pendrive e app’s de música como o Spotify. Mas como essa época da história em que vivemos o “velho é sempre bom”, voltamos com as manias de nossos pais e avós, e a vitrola voltou pra nossas vidas.

Compramos a vitrola no Mercado Livre, mas tem lojas como WallMart, Extra, Submarino que vendem também – mas o preço é mais carinho. E comprar discos hoje em dia também não é uma coisa barata… Mas é muito legal o som que sai e toda a experiência que a vitrola proporciona. Pode parecer coisa de tiozão, mas é muito legal por um disco (até porque só temos um por enquanto) e curtir o momento, tomando alguma coisa e conversando sobre.

E claramente, algumas cervejas depois, colocamos a vergonha de lado e gravamos o primeiro vídeo pra tag #30ideias30dias. Sem julgamentos, porque não estamos sóbrios e não sei editar direito hahaha É o primeiro:

Se gostou do vídeo, só clicar em curtir e se inscrever na página e se gostou da gente, só seguir nas redes: Facebook | Twitter | Instagram | Snapchat: dayalima

Los Hermanos

Se tem uma coisa pela qual peguei amor, esse alguém (ou alguéns) é o Los Hermanos. Quando tocavam Anna Julia, meus primos mais velhos ouviam e passei a ouvir também. Já estavam no segundo disco da carreira, e achei bem legais as músicas deles, e aí agreguei pra vida. Talvez não tenha sido amor a primeira vista (já que a primeira era Anna Julia, e já tinha dado no saco), mas nas demais vistas – ou ouvidas – eles ganharam meu coração e agora já não sei viver sem.

Pra todos os momentos da vida tenho uma música do Los Hermanos pra linkar: momentos de reflexão, de alegria (sim, eles tem músicas alegres ou que me deixam bem pra cima), pra muitas fases pensativas. E, as vezes sem querer, algumas músicas passaram a fazer parte da vida – como foi o caso da música Pois é, que me trouxe más notícias enquanto a ouvia, ou da Cadê Teu Suim que me trouxe boas risadas ao seu som.

Acho que tava bem felizinha nesse show!

Acho que tava bem felizinha nesse show!

Tem gente que odeia, mas fazer o que? Não sou pastora de Igreja Evangélica para converter ninguém pro Team Los Hermanos, mas quem gosta de verdade, sabe do que eu to falando. Eles encerraram a carreira há 12 anos e depois disso fizeram mais uma turnê em 2012. No começo desse ano, pós carnaval, eles anunciaram uma nova turnê e como toda boa fã, fui também. Uma das melhores partes da turnê desse ano, é que foi bem no dia do meu aniversário, no Rio de Janeiro, no camarote e open bar!

E, enquanto comprava os ingressos em Março, nem imaginava que minha vida ia mudar como mudou e eu faria o curso do Decola e precisaria ter #30ideias30dias. Mas como nada nessa vida é pura coincidência, nada mais justo do que colocar o show do Los Hermanos juntamente da tag #30ideias30dias.

 

E pra quem gosta, ou quer conhecer, ou quer rever… O vídeo dessa turnê 2015, que foi gravada aqui em São Paulo, no Anhembi: