Arquivo da tag: rause café e vinho

Curitiba

Esse carnaval assumi minha velhice – e minha falta de dinheiro – e fomos passarem Curitiba (leia o TI bem forte).

Mas o que tem em Curitiba?

Curitiba, assim como São Paulo é uma cidade sem praias, mas com parques, bares e cafés. Tem sua culinária, suas belezas de cidade grande e vários pontos turísticos. Pra conhecer, diria que uns 2 dias seriam o suficiente, mas para viver um pouco por lá, 4 foram bem gostosos.

Não vou falar muito do que fazer ou o que não fazer, mas montei um mini roteirinho do que fizemos, onde passamos ou onde pretendíamos passar, com dicas de parques, comidas, bares e onde ficar, daí é só clicar aqui.

Minhas impressões de CTBA em desenho

Minhas impressões de CTBA em desenho

De todos os lugares que andamos e passeamos (e não foram poucos), vou deixar aqui cinco pontos que gostamos muito e vale a pena visitar:

  • Rause Café e Vinho Até pra quem não gosta de café nem de vinho vale a visita. O rause é um lugarzinho aconchegante, atendentes simpáticos e um preço bacana. O cardápio é todo na parede e sempre é atualizado. Os doces ficam em exposição e estão sempre fresquinhos. Cafés dos mais variados tipos e modos de preparação – só perguntar pro atendente qual a recomendação que dá certo. E noite de vinho e petiscos!
  • Jardim Botânico – Se eu morasse em Curitiba ia lá todo final de semana. O lugar é bonito, bem cuidado, cheio de flores e de verde. Tinha alguns locais fazendo picnic por lá e senti um tico de invejinha, já que fomos só de passagem. Aconselho quem puder ir e passar uma tarde lá fazendo vários nadas a ir.
  • Farnell O Farnell é um restaurante supergostosinho. Tem um quintalzinho atrás e na frente as mesinhas comuns mesmo. É um pouco caro, ainda mais comparado a comida curitibana (barata em comparação a SP), mas vale a pena reservar uma tarde para comer o barreado de lá ou a Paçoca de Carne, que é excelente. Atendimento super carismático e comida deliciosa, garanto que sairás de lá rolando.
  • Barbaran – Não tem nada demais, mas acho que por isso que gostei muito. Bar simples, carinha de boteco, bem underground, e tem cerveja barata e comida gostosa. No dia que chegamos fomos lá, e gostamos. Simples e gostosinho, bem goodvibes. Ah, a comida é ucraniana – pra ficar mais legalzinho.
  • MON Tem nem o que falar. Parada obrigatória! Inspira, transpira, respira (nada a ver, ok) arte. Mais uma obra extraordinária do Oscar Niemeyer e todos os cantinhos são bem pensados. Dá pra passar algumas horas por lá, achei bem legal.

————

Além disso, Curitiba tem outros lugares maravilhosos a serem descobertos. Aviso de antemão que é bom levar um tênis, para desbravar a cidade caminhando. Outra coisa é que no verão lá é bem quente, então protetor é ultra bem vindo, e também o guarda chuva, pois assim como SP, as chuvas de verão são comuns. Outra dica é que nos feriados – e emendas – muitos lugares fecham (ao contrário do que acontece em SP) e aí não tem choro nem vela.

Deixo, por fim, o mapa com alguns dos pontos marcados que fomos e alguns que não fomos, mas fica a sugestão: